domingo, 5 de outubro de 2008

Resultado das Eleições para Prefeito e Vereador em Gaspar (2008)


Finalmente, as eleições gasparenses chegaram ao fim.

Meus candidatos, Prof. Sérgio para prefeito e Edevilson da Costa para vereador, sucumbiram. O que, na verdade, eu já esperava, até por que, nenhum dos dois detinha o poderio econômico necessário para garantir uma tetinha junto ao Poder Público gasparense.

O resultado foi um alívio, pois, felizmente, "despotasinho" não conseguiu perpetuar seu reinado de terror. Quem ganhou foi o "petista" com mais de 14 mil votos, cerca de 49% dos votos válidos, contra 8 mil votos de "despotasinho".

Devo admitir que, apesar das pesquisas, eu temia um resultado favorável à "despotasinho".

E é evidente que aqueles que lutaram pela candidatura do atual prefeito em 2004, passaram o dia exaltando suas vicitudes, maldizendo-o, torcendo pela oposição, como se ele tivesse mudado, como se ele em algum momento já foi digno de voto. Triste.

Ademais, enquanto auxiliar da (in)justiça, passei o dia todo indo averiguar denuncias de crimes eleitorais pela cidade. Assisti da primeira fileira o quão podre são os eleitores deste país. De fato, nossos políticos são os representantes do povo brasileiro.

Já com relação aos vereadores eleitos, nada de novo sob o sol amarelo:
- Amarildo Rampelloti (PT - 1237 votos);
- Raul Schiller (PMDB - 1053 votos);
- Kleber Wan Dall (PMDB - 1039 votos);
- Engenheiro Rodrigo (PV - 1018 votos);
- Tonho Dalsóchio (PT - 860 votos);
- Claudionor de Souza (PSDB - 786 votos);
- Lu (PP - 780 votos);
- Melato (PP - 713 votos);
- Jorge (PT - 638 votos);
- Joceli (DEMo - 539 votos);

Votos nulos, em Gaspar, foram 905. Mais "voto" do que muito vereador que se elegeu.

Alguns quilômetros para o norte, em Blumenau, nenhum dos candidatos que receberam meu apoio conseguiram se eleger: Secco recebeu 275 votos; Professor Osní, 130 votos; Markito, 104 votos; Dionei da Cunha, 14 votos.

Maiores informações estatísticas podem ser obtidas no saíte do Terra Inc..

2 comentários:

Gatinho Siamês nº I disse...

Pelo menos o nosso candidato Edevilson, "homem de Deus que é", com seus 59 votos, bateu a "cite-se a testemunha", o teu parça "Kbelo" e o igualmente pífio "Jr Correquinha". Lembrai-vos que ele não se assenta à mesa de Jazabel.

C.B disse...

Infelizmente o eleitorado do José Ouriques proveniente de Joinville se abstiveram... Ou não se sabe, talvez os mais de 7 mil votos nulos são o eleitoral de baixa escolaridade que votou errado.