sábado, 3 de janeiro de 2009

Las tontas no van al cielo

Tendo em vista que ja estou em Miami desde o dia 16/12, penso ser pertinentes alguns comentarios:

Cara, eu nao sei qual e o problema com esse pais (EUA), mas, de todos os lugares em que eu ja visitei na minha vida, Miami e a cidade com o maior numero de mendigos, malucos, maloqueiros e mendigos malucos. Serio, e impossivel esperar por um onibus sem ser admoestado diversas vezes por pedintes, perturbado por malucos ou intimidado por maloqueiros. Ontem mesmo, enquanto eu esperava por um onibus pra voltar pra casa, por tres vezes nego veio me pedir dinheiro. E quando o onibus finalmente chegou, dentro dele havia um maluco proferindo improperios e usando uma cueca na cabeca. Sim, o cara tava usando uma cueca de sunguinha como se fosse uma toca.

No centro de Miami mesmo, pra qualquer lugar que se olhe, mendigos restam esparramados por todos os cantos.

Aqui ha muitos afro-descendentes tambem, o que e engracado, pois eu nunca vislumbrei os Estados Unidos como um pais com uma populacao negra tao expressiva. Fato que e agravado pelo fato de eu viver em um dos bairros mais pobres de Miami, habitado majoritariamente por negros. Nada contra, e claro.

Um outro aspecto escroto da "America" e a quantidade absurda de dinheiro que se gasta aqui com comida, digo "comida", quando nao se esta com fome. Em todas as ruas tu vai ver um, se nao mais, McTrouxa, um Trouxa King, um Dunkin' Trouxa, entre outros de uma "infinidade sem fim" de fornecedores de comida lixo (junk food). E so isso que os caras comem aqui.

So a guisa de curiosidade, por aqui o copo de refrigerante grande possui uma capacidade de 1,3 litros de refrigereante, custando apenas $ 1.99, sendo que tu pode reenche-lo quantas vezes tu quiser durante tua refeicao. Os "americanos", e claro, conseguem fazer isso, beber mais de 2 litros sozinhos, enquanto comem seu lanchinho livre de gordura trans, seja la o que isso significa.

E evidente que quando eu vou num McTrouxa da vida com outros brasileiros, nos pedimos so um copo grande desses para todo mundo, enchendo-o novamente varias vezes. Inclusive nos guardamos o copo e voltamos la para enche-lo novamente de forma graciosa. Atividade que nao pode ser criminalizada, pois praticada por latinos subempregados em estado de necessidade. Mas, enfim, com todo o dinheiro que os "americanos" gastam com "comida", quando nao estao com fome, seria possivel erradicar a pobreza mundial em poucas semanas. Serio.

Continua?!

Um comentário:

Ted Love disse...

Não seria o Zé Maya, o profeta do ônibus, a.k.a. sunga-man?